Dnipro (Dnepr) K-750

Dnipro (Dnepr) K-750
5 (100%) 5 votes

Dnipro (Dnepr) K-750

Mais um trabalho fotográfico, desta vez de um ícone soviético: a Dnipro (Dnepr) K-750. Descoberta na Polónia em 1968 e restaurada no mesmo país, foi posteriormente registada em Portugal, pelo proprietário Nuno Mendonça, com matrícula da época. Esta mota encontrava-se em elevado estado de deterioração, apresentando inclusive perfurações resultantes do impacto de projéteis. Para além da pá e do martelo, que pode observar nas imagens, esta mota tinha ainda como acessório um metralhadora. Esta, por questões óbvias de segurança, foi removida quando o proprietário decidiu utilizar a mota para passeios com os seus filhos menores.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

A Dnipro MT

A Dnipro MT (também conhecida como Dnepr ou Dnieper) é uma marca de motas de estrada com sidecar fabricadas pela Kyiv Motorcycle Factory (KMZ). Esta foi fundada no final de 1945 e estabelecida com base nas linhas de produção militar da Fábrica Panzer de Kiev.

A primeira mota produzida foi a K-1B-Kyivlianin que era uma cópia exata da mota alemã Wanderer 1Sp, recebido pela URSS para reparação após a segunda guerra mundial. Era uma mota muito simples que tinha somente 2 cavalos de potência, caixa de duas velocidades, pedais de bicicleta e ausência de suspensão traseira. Mais tarde, a KMZ começou a produção de motas Dnipro. As Dnepr foram equipadas com um sistema de tração a duas rodas – a traseira da mota e a roda do sidecar – e a partir do modelo MT-9 foi equipada com embriaguem automática e sistema de ignição eletrónico.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

 

A história da Dnipro MT

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

Tal como a famosa Ural, a Dnipro teve origem na conhecida BMW R-71 alemã e na sua cópia soviética M-72 e evoluiu através de vários modelos iniciais (K-650 e K-750) equipados com motores de válvulas à cabeça. No início da década de 1970, o prefixo «K» foi alterado para «MT», pelo que o modelo K-650 foi renomeado para MT-8.

Em 1971, a Kyiv Motorcycle Factory introduziu o modelo MT-9 com várias melhorias técnicas importantes, como a caixa de velocidades MT 804 de tração traseira e embraiagem automática, indicadores de direção e óticas de maior eficiência. Este modelo foi equipado com um novo depósito de combustível, que mais tarde iria ser utilizado em muitos outros modelos MT, assim como uma nova bobina de ignição.

Em 1974, o novo modelo MT-10 foi o primeiro a receber um sistema elétrico de 12v juntamente com um depósito de combustível maior e uma bobina de ignição B-204 que alimentava duas velas. A atualização seguinte, o modelo MT-10-36, introduzido em 1976, teve um aumento na compressão e um novo carburador. Como resultado, a sua potência subiu para os 36 cv.

Um dos modelos Dnipro MT, produzido pela KMZ, mais bem-sucedido foi o MT-11. Apresentava uma impressionante capacidade de carga de 260 quilos, que na prática era invariavelmente ultrapassada, principalmente nas motas utilizadas nas zonas rurais, onde muitas vezes servia como transporte de mercadorias compacto. A velocidade máxima podia atingir os 105 km/h. A primeira mota deste modelo foi produzida em 1985 e contou um motor de 32 cavalos a quatro tempos e uma caixa de quatro velocidades. Além disso, o modelo foi equipado com travão de estacionamento e travões de tambor em todas as rodas, incluindo a roda do sidecar. A suspensão consistia numa forqueta telescópica na parte dianteira e um tipo de chassi de pêndulo na traseira.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota
Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

Durante décadas, a Dnipro MT foi uma verdadeira produtora em massa de motas na URSS, com mais de três milhões de unidades fabricadas desde 1967. Projetadas principalmente para as necessidades internas do país, incluindo modelos civis, militares e de utilidade pública, tendo alguns modelos sido exportados com sucesso.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

 

A Dnepr K-750

Em 1958, quando o modelo Dnipro K-750 foi oficialmente lançado, os engenheiros da KMZ tinham seriamente melhorado o modelo Irbit M-72, tornando-o mais confortável, durável e fácil de conduzir. Foram introduzidos vários desenvolvimentos importantes, tal como, uma maior taxa de compressão, resultando numa potência maior (26 cv), um chassi melhorado e um sistema de arrefecimento mais eficiente. Embora os primeiros modelos estivessem ainda equipados com o sidecar M-72 e uma forqueta dianteira de pequeno curso, rapidamente foram substituídos por versões melhoradas fabricadas na KMZ.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota
Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota

 

Curiosidades sobre a Dnepr

Dnepr vs. Ural

Não obstante os dois modelos terem tido origem na alemã BMW e poderem parecer visualmente semelhantes, eles têm pouco em comum. A construção dos motores, os materiais utilizados na sua criação e a sua colocação, são muito diferentes. O mesmo se aplica à cambota, bielas e rolamentos de apoio. Sendo a maior diferença a caixa de velocidade semiautomática da Dnipro que lhe permite a mudança de caixa sem pedal de embriaguem. Ainda hoje, a caixa de velocidades Dnipro é considerada superior à instalada na Ural.

Dnipro MT no cinema

Irá identificar certamente modelos deste fabricante em muitos filmes russos ou soviéticos, mas a realidade é que também os irá vislumbrar em alguns filmes norte-americanos, como, por exemplo, no filme Indiana Jones – Raiders of the Lost Ark. Neste filme Harrison Ford, conduzindo um camião alemão da Mercedes-Benz, é persistentemente perseguido por um soldado nazi numa mota com sidecar MT-10… soviética. Ou os diretores do filme pensavam que a Dnipro era realmente uma mota alemã ou, então, foi mesmo só porque gostaram dela. Também irá ver aparições de uma Dnipro MT-11 na sequela Indiana Jones and The Last Cruzade.

Dnepro k-750 Automotive Photography Pedro Mota
Pág. 1 de 11

Deixe uma resposta

 

Trabalhos no tempo…

Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930